fbpx

O mercado de Coworking no Brasil

Depois da explosão de novos espaços de escritórios compartilhados no Brasil em 2017 (o número mais do que dobrou em relação à 2016), 2018 se caracterizou por um crescimento sustentável e amadurecimento do mercado de coworking.

crescimento de coworking no Brasil
Depois de dobrar de 2016 pra 2017, o crescimento foi menor porém amadurecimento de mercado. Fonte: Censo Coworking Brasil 2018.

No estudo, foram catalogados mais de 1190 espaços de coworking no Brasil. Com tamanhos variando de 50 a cinco mil metros quadrados.

O estado campeão de escritórios compartilhados é SP, com 465 mapeados. Seguido pelo RJ (123), MG (99) e SC (88). A nossa ilha da magia Florianópolis está em oitavo lugar no ranking das cidades, com 30 empresas desse tipo.

Em todas unidades, soma-se mais de 88 mil estações de trabalho disponíveis. Outro dado importante é o foco dos escritórios de coworking: enquanto 76% foram empresas abertas exclusivamente para esse fim, 9% são business centers e 6% são empresas privadas compartilhando espaço, como cafeterias, restaurantes e até oficinas mecânicas.

Setenta e cinco porcento dos espaços de coworking são multidisciplinares, ou sejam, trazem um mix de profissionais (como o Sandbox Coworking). Esse ponto nós do Sandbox consideramos crucial. Um espaço compartilhado com ênfase em apenas uma profissão/serviço pode trazer problemas ou certa desconfiança. Você já imaginou ser um arquiteto e trazer seu cliente para uma reunião no coworking onde você trabalha e lá terá mais 34 arquitetos prontos para “roubar” seu cliente?

Como maior dificuldade encontrada pelos empreendedores que abriram um escritório de coworking, está o fato de que, por ser uma nova forma de trabalho, fez-se necessário apresentar não só a empresa, mas sim o que ela faz para a comunidade. Essa dificuldade foi citada em 41% dos entrevistados.

Agora falando um pouco sobre os frequentadores dos coworking, a grande maioria são pequenas empresas de até 3 pessoas. Como número médio de frequentadores, temos 21,2 residentes por espaço e 180 pessoas circulando mensalmente em média. 57% dos coworkers optam por planos mensais e 27% (a maior parcela) dos usuário optam por planos de 6 a 12 meses. Apenas 5% ficam menos do que 3 meses. Observa-se um comportamento parecido no Sandbox Coworking, o melhor coworking de Florianópolis.

Esse estudo pode ser acessado na íntegra aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *